Câmaras Técnicas são grupos especializados formados dentro de conselhos, comitês ou organizações para tratar de assuntos específicos que requerem conhecimento técnico aprofundado. Elas são compostas por especialistas e técnicos das áreas relacionadas ao tema em discussão. As principais funções das Câmaras Técnicas incluem:

  1. Análise e Discussão Técnica: Avaliam questões complexas e fornecem análises detalhadas sobre temas específicos.
  2. Elaboração de Pareceres: Produzem relatórios e pareceres técnicos que subsidiam a tomada de decisões pelos conselhos ou comitês.
  3. Desenvolvimento de Normas e Diretrizes: Propõem normas técnicas, regulamentações e diretrizes para a área de atuação.
  4. Apoio na Implementação de Políticas: Auxiliam na implementação de políticas, planos e programas, garantindo que estejam tecnicamente fundamentados.
  5. Capacitação e Educação: Promovem treinamentos e capacitação para os membros da organização e demais interessados no tema.

As Câmaras Técnicas são essenciais para garantir que as decisões e políticas sejam baseadas em conhecimento técnico sólido e atual, contribuindo para a eficiência e eficácia das ações da organização.

O Consórcio conta com duas Câmaras:

Câmara Técnica de Políticas Públicas:

Composição:

Adriano Lima – Tremembé

Renato Mantovani – Santo Antônio do Pinhal

Danilo Caneppele – Paraibuna

Roberto Bleier – Monteiro Lobato

Câmara Processante e de Normatização:

Composição:

Danilo Caneppele – Paraibuna

Jeferson Rocha de Oliveira – São José dos Campos

Ana Carolina da Mata da Silva – Monteiro Lobato

Juliano Sant’Ana – Jambeiro